Cabeça Chafariz
não sabe o que diz
expele o que sente

Me perdoem pelas escapadas
Me deixem escapar
Furar a bolha
Deixar vazar 

Eu abri meu chafariz
Para jorrar
Em choro
Em palavras
O que eu quis dizer
Mas a boca não quis fazer 

Limpa meus ouvidos
Sonoridade urbana cansa
Palavras humanas também
Seu barulho descansa
Fonte de dissolução
No interior Há solução 

Cabeça Chafariz
Está esvaziando
E aguando leveza
Sem buscar inspiração
Apenas solitude
Limpidez
Fluidez
De uma mente distraída

Refletindo

Sob

Sobre 

Seus  Espirros 

Praça Martim Muniz – Lisboa – Portugal

Cópia de texto exposto em placa fixada na praça que leva seu nome:

“Martim Muniz, fidalgo e capitão do exército de Afonso Henriques, autor de feitos notáveis na Batalha de Ourique, teve acção preponderante na conquista de Lisboa em 1147. Segundo a lenda ter-se-á atravessado em uma das portas e com a ajuda do machado, terá permitido aos companheiros a entrada no castelo. Trespassado pelas lanças mouriscas, morreu por Lisboa cristã.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *