Nome: Mariana Martins 
Titulo: mEU mundO no MUndo eu faço nO AgORa
Duração: 10min
Descrição: 
FIXE!
CÁ ESTOU!
01.02.2019 – LISBOA – Portugal – c.e.m
35 para 36 anos
Aquário com ascendente em leão e lua em capricórnio
O que eu preciso para nunca estar pronta?
#pequenamaripelomundo é uma descrição hashtag para um corpo performático que coexiste na esfera “rede social”. Socializar, comunicar, “storiar”, deixar a bolinha piscando, postar, compartilhar, publicar, deletar, viver, ver, escolher, ouvir, caminhar, enxergar. Jornalista de formação, radialista hereditária, atriz por opção, dançando por prazer, performando para ver acontecer. Exercitando o não preparar… Juntando tudo no vício de anotar.  Eu sonho alto? Sou lúdica? Faço uma bagunça. Não tenho muito foco. O que sei é que sou muito organizada com objetos. Amo cozinhar sem receitas. Sobre o MundO, sei nada não. Dentro do MundO, apenas existo, estou e insisto.

Qualquer caminho leva a toda a parte.
Qualquer ponto é o centro do infinito.
E por isso, qualquer que seja a arte
De ir ou ficar, do nosso corpo ou espírito,
Tudo é estático e morto. Só a ilusão
Tem passado e futuro, e nela erramos.
Não ha estrada senão na sensação
É só através de nós que caminhamos.
ㅤㅤㅤ
Tenhamos pra nós mesmos a verdade
De aceitar a ilusão como real
Sem dar crédito à sua realidade.
E, eternos viajantes, sem ideal
Salvo nunca parar, dentro de nós,
Consigamos a viagem sempre nada
Outros eternamente, e sempre sós;
Nossa própria viagem é viajante e estrada.
ㅤㅤㅤ
Que importa que a verdade da nossa alma
Seja ainda mentira, e nada seja
A sensação, e essa certeza calma
De nada haver, em nós ou fora, seja
Inutilmente a nossa consciência?
Faça-se a absurda viagem sem razão.
Porque a única verdade é a consciência
E a consciência é ainda uma ilusão.
ㅤㅤㅤ
E se há nisto um segredo e uma verdade
Os deuses ou destinos que a demonstrem
Do outro lado da realidade,
Ou nunca a mostrem, se nada há que mostrem.
O caminho é de âmbito maior
Que a aparência visível do que está fora,
Excede de todos nós o exterior
Não para como as coisas, nem tem hora.
ㅤㅤㅤ
Ciência? Consciência? Pó que a estrada deixa
E é a própria estrada, sem a estrada ser.
É absurda a oração, absurda a queixa.
Resignar(-se) é tão falso como ter.
Coexistir? Com quem, se estamos sós?
Quem sabe? Sabe […] que são?
Quantos cabemos dentro em nós?
Ir é ser. Não parar é ter razão.
Fernando Pessoa
Qualquer caminho leva a toda a parte.

O DEPOIS

Categorias: experiências

1 Comentário

FEEDBACK pra mim mesma – Pequena Mari Produções · fevereiro 18, 2019 às 5:56 pm

[…] O ANTES […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *