Resumo

Escrita por dois jovens autores (Leandro Bertholini e Raphael Miguel) e com influência do Teatro do Absurdo, AS MULHERES DA RUA 23 conta com humor a história de duas amigas que se encontram todos os dias, no mesmo horário e local, para contar casos e histórias de vida. Denominado “Rua 23” o lugar apresenta uma atmosfera misteriosa que vai sendo desvendada pelas personagens ao longo da trama.

Sem nomes definidos, as mulheres utilizam pseudônimos de flores para não serem descobertas no ambiente. A ação acontece em um banco de praça e um poste de meados do século XIX. A história se desenvolve a partir da morte dos respectivos maridos das personagens, revelando um final surpreendente ao público.

Fotos: Bernardo-Zirkheuer

“Trazer As Mulheres da Rua 23, logo após minha participação na reativação do TCP, tem um gosto mais que especial, pois agora além de mostrar, mais uma vez este trabalho para o público curitibano, que sempre nos recebeu muito bem, poderei também apresentar este trabalho para grandes amigos que fiz aqui”, diz Leo Campos.

Ficha técnica

As Mulheres da Rua 23

Em cartaz há mais de 9 anos, o espetáculo que soma 24 prêmios nos maiores festivais de teatro do país em um total de 224 apresentações até o fim da temporada curitibana (2016).

Texto: Leandro Bertholini e Raphael Miguel
Direção: Carlos Alexandre
Elenco: Leo Campos e Leandro Bertholini
Duração: 60 minutos
Classificação Etária: 12 anos